Corra! A oportunidade já está passando!

Outubro de 2017

 

No início de 2015, bem no meio do tufão da chamada crise, eu falava com gestores de toda ordem sobre a necessidade de aproveitar o momento para  fazer uma revitalização total em seus próprios comportamentos e, por consequência, no comportamento de toda organização que dirigiam. Era hora de limpar processos, praticar processos operacionais mais robustos, sem desperdícios e com custo controlado, buscar novos mercados, praticar uma abordagem de atendimento a clientes e vendas mais claras, cientificas e eficazes, etc.

Em sua grande maioria ouvi concordância e motivação em fazê-lo, mas, por algum motivo, muito poucos o fizeram. A maioria ficou esperando o ambiente melhorar. Foram perdendo clientes, demitindo empregados, muitos deles vitais, enxugando despesas, segurando investimento, etc. Encolheram!

Hoje tenho percebido muito dirigentes endividados, vendendo muito abaixo do necessário, com equipamentos valiosos perto da obsolescência e… Desesperados.

Há um sinal tênue, mas, há um sinal de retomada da dinâmica dos mercados e esses gestores estão endividados, com poucos recursos humanos para gerar valor, etc.

Por outro lado, aqueles que tiveram a coragem de fazer as modificações necessárias no início de 2015 conseguiram manter volumes de vendas equilibrados. Alguns até melhoraram em relação ao ano anterior: conseguiram manter um nível de produtividade elevado e até fazer uma poupança monetária talvez pequena, perto do que poderiam, mas possuem recursos para avançar. Com toda certeza nesse momento eles estão ganhando os clientes dos gestores que continuaram em suas práticas habituais. Estão ganhando os clientes dos gestores que, desesperados, tiveram de vender parte ou a totalidade de suas empresas.

Enfim, como consequência direta das modificações bem sucedidas que fizeram no ano passado, agora também estão avançando ainda mais, e em maior velocidade, alimentados pelos clientes que outros deixaram para traz por terem encolhido ou por terem desaparecido.

De que lado você está?  Pense nisso. Porque o seu estilo de comportamentos gerenciais está conduzindo a organização que você dirige para um lado ou outro. Para que lado você está conduzindo sua organização?

Se suas respostas provocarem um frio em sua barriga e certo grau de desespero, comece a correr ! Porque os que se prepararam no início de 2015 já estão muito à sua frente e já pegaram muito dos clientes e do mercado que você perdeu.

 

Lauter F. Ferreira
Psicólogo CRP-06/09138-0
Autor do livro: “Construindo Equipes de Alta Performance”
Ayres & Ferreira Ltda.
A Ciência do Comportamento Aplicada – Pessoas e Organizações
lauterferreira@ayreseferreira.com.br
www.ayreseferreira.com.br